Tirei zero!

      É sério, tirei zero!


      Um zero que ficou marcado. Foi na época de transição de quarta série para quinta série, onde na quarta série tinha apenas uma professora e na quinta série tinha vários professores. Época muito difícil, já que eu era muito tímido e para me acostumar com todos os professores era complicado. Acho que tinha algum bloqueio para interação, não sabia o porque, tipo travava. Esse bloqueio atrapalhou e muito o meu aprendizado. Mas, em outro post falo mais sobre esse bloqueio, vamos voltar para o zero que marcou a minha vida.
      Foi num trabalho de geografia, na quinta série hoje conhecida como sexto ano. Um trabalho sobre o sistema planetário, onde foi dividida as equipes, acho que em 5 componentes. Na minha equipe, o líder combinou que iriamos montar uma maquete com bolinhas de isopor para simbolizar os planetas. Muito tímido, aceitei a ideia dele sem nenhuma contestação. Depois ele fez o orçamento de maquete e dividiu uma taxa para cada um da equipe. Só para imaginar como eu era tão tímido, fiquei até vergonha de pedi o dinheiro da maquete para meus pais. Timidez é uma coisa séria, não se deve brincar. Os únicos trabalhos na escola que tinha feito até o momento, precisava no máximo de algumas folhas de papel almaço ou um cartolina. Mas, dessa vez era um trabalho de super produção. Depois de pensar muito, criei coragem e pedi o dinheiro para minha mãe. A equipe fez um novo encontro para a produção e ficou uma maquete perfeita.
      No dia da apresentação foi fogo. Estava com o coração batendo a mil e segurando um pedaço de papel com o que iria falar, não tinha conseguido decorar. Fomos a segunda equipe a se apresentar. Apesar de sermos uma equipe, a apresentação era individual. Cada um na sua vez, apresentava-se e voltava para seu lugar. Na minha vez, fui a frente, olhei para todos aqueles alunos, olhei para professora baixinha invocadinha que dava medo e olhei para a maquete que me custou uma nota. Eu travei... a professor pediu para que eu fosse sentar e me deu ZERO sem piedade. Fiquei triste, mas queria mesmo era sair daquela situação.
      Esse foi o ZERO que marcou a minha vida positivamente, pois foi através dele que passei a me preparar melhor para qualquer apresentação. Não adianta preparar a mais perfeita "maquete" para uma apresentação, se sua mente não está preparada.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Postagem em destaque

Expressão com Raízes


Aulas particulares via Skype para todo o Brasil


Fale comigo!

Nome

E-mail *

Mensagem *

author
Prof° Walter Coelho
Resolvi ensinar matemática de um jeito diferente, compartilhando!!!